Região


Sem previsão de receber recursos, IFMG cancela encontro esportivo e suspende editais de Extensão

Decisão foi tomada devido ao contingenciamento de recursos feito pelo Ministério da Educação. Projetos, eventos e cursos de Extensão estão sem garantia de receber aporte financeiro.


Sem previsão de receber os recursos orçamentários contingenciados pelo Ministério da Educação e buscando reduzir os impactos da grave situação financeira que enfrenta sobre suas atividades básicas, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) decidiu suspender o andamento de parte das ações geridas pela Pró-reitoria de Extensão. A decisão, comunicada nesta semana aos campi, afeta a realização do Encontro Esportivo, o maior evento intercampi da instituição, que não terá edição em 2019; e paralisa o andamento de três editais, lançados em março, cujos resultados já foram homologados e estavam com previsão de início da execução financeira para setembro. Com as medidas, cerca de R$ 750 mil deixarão de ser investidos em programas de extensão que beneficiariam diretamente alunos e comunidade externa.

Somente o Encontro Esportivo envolveria a participação de 700 estudantes e 50 servidores. Programado para acontecer em Belo Horizonte, na última semana do mês de outubro, o evento foi orçado em R$ 400 mil, além dos custos com transporte dos alunos e diárias dos servidores. Já os três editais suspensos somam o valor de R$ 250 mil, que seria utilizado no financiamento de dez projetos de extensão (Edital 52), na promoção de dez eventos institucionais (Edital 53), e na realização de sete cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), capacitações de curta duração voltadas para a formação profissionalizante. Com a paralisação dos editais, bolsas de extensão, no valor de R$ 400 mensais, programadas para serem pagas ao longo de um ano, deixarão de ser repassadas a estudantes da graduação.

“É difícil mensurar o tamanho do impacto da suspensão dessas ações, tendo em vista o benefício social e econômico dos projetos, eventos e cursos propostos nos editais, assim como a suspensão do Encontro Esportivo, que era o maior evento planejado para o Instituto este ano. Além disso, perde-se um grande esforço que foi empreendido pelos proponentes de ações e os meses de planejamento e organização dos servidores da Proex”, afirma o pró-reitor de Extensão, Fernando Braga. 

 

Maior evento intercampi

Prestes a chegar em sua 11ª edição, o Encontro Esportivo seria realizado, pela segunda vez, de forma unificada, reunindo na mesma data e no mesmo local os jogos de 11 modalidades: futebol, vôlei, basquete, handebol, futsal, peteca, tênis de mesa, natação, atletismo, judô e xadrez, nas categorias masculino e feminino. Os recursos custeariam a alimentação e hospedagem dos estudantes, confecção de medalhas, arbitragem, serviços médicos, diária de estagiários, materiais promocionais e de sinalização, materiais esportivos, locação dos espaços para a competição entre outros itens do planejamento. Com duração de quatro dias, o evento envolveria a participação de alunos de todos os campi, dos cursos de Ensino Médio Integrado.

De acordo com Fernando Braga, pró-reitor de Extensão, o evento é parte do Programa Institucional de Esporte e Lazer (Piel), instituído em janeiro de 2018, com o objetivo de incentivar professores e gestão a realizarem ações que valorizem práticas esportivas, experiências culturais, atividades físicas e vivências de lazer essenciais para a formação humana e cidadã dos estudantes.

 

Extensão comprometida

No caso dos editais suspensos, projetos, eventos e cursos dos campi Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Formiga, Governador Valadares, Ibirité, Itabirito, Ipatinga, Ouro Branco, Ouro Preto, Piumhi, Ponte Nova, Ribeirão das Neves, Sabará e Santa Luzia passam a ter sua realização comprometida. Iniciativas como o projeto sobre robótica educacional, o clube do livro e o programa “Divertindo com a Matemática” não poderão mais ser financiadas. Da mesma forma, eventos como circuito regional de feira de ciências, semana da educação financeira e simpósio sobre tecnologia, inovação e estágio ficaram sem o aporte financeiro necessário para a realização.

Em relação aos cursos FICs, que são abertos para a comunidade externa se capacitar e ofertados gratuitamente, o IFMG deixará de oferecer, nos próximos meses, capacitações de curta duração nas áreas de alvenaria, sistemas fotovoltaicos, tecnologia de aplicativos, história da cultura africana, capacitação gerencial entre outras.

Conforme ofício da Proex enviado aos campi, as ações aprovadas que tem condição de execução parcial, sem a garantia dos recursos financeiros, poderão ser iniciadas e monitoradas via Sistema Unificado de Administração Pública (Suap). Segundo o pró-reitor, todo o esforço para liberação dos recursos está sendo feito, mas não há como garantir a recomposição total do orçamento da Extensão no ano de 2019. “Lamentamos o prejuízo aos coordenadores dos projetos aprovados e a toda comunidade do Instituto”, afirma. Caso não ocorra o desbloqueio do orçamento, os editais poderão ser definitivamente cancelados.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 04/09/2019


Comente esta Notícia