Segunda, 13 de Julho de 2020
Silvio Lopes


Confira a crônica do advogado criminalista Silvio Lopes



TEMPO

Há de existir purificação.
E seja possível a gênese do que
não se toca.
Solidão é assim. Intátil.
E publicada entre outras coisas,
desconfiada, segue uma saudade.

Há de existir purificação.
E pouca valia tenha, então,
esse absinto morno que não passa,
que não eleva.
Que seja depuração das mãos
das mãos de toda assinação.
Foram assinaturas irrestritas.
Absolutas.
Perdidas.

Muita madeira atravanca
o restante de tanto fogo.
Foi representação tua
ou perdão demais?
Há de existir purificação.
Há de existir tempo
que possa consumir o próprio tempo.

Silvio Lopes de Almeida Neto.



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Silvio Lopes, no dia 12/01/2020

Silvio Lopes de Almeida Neto


Advogado

silvioadvcrim@hotmail.com
(31) 9994-2807



Comente esta Coluna