Educação


Reações contra a BNCC do Ensino Médio



A primeira das cinco audincias pblicas previstas pelo Conselho Nacional de Educao (CNE), em So Paulo, para discutir a nica verso da BNCC construda at agora, foi cancelada devido a protestos de professores e estudantes. As pessoas desinformadas sobre educao escolar, mesmo vrios professores, vo dizer que no correto fazer protesto para algo que vai ser melhor para os estudantes. Resta dizer, no entanto, que a BNCC do Ensino Mdio no ser to simples como foi a do Ensino Fundamental.
A do Fundamental no vai alterar to profundamente o tempo e o espao de aprendizagem escolar, como os currculos e as relaes de poder de professores, alunos e famlias. Mas a do Ensino Mdio ser invasiva nesse sentido e vai alterar a rotina de todos os envolvidos no processo educacional. Sem contar que as questes de fundo e de suporte terico sobre quais contedos sero aprendidos e quais habilidades devero ser desenvolvidas nessa etapa da educao ainda vo exigir muito debate, muito discernimento e ainda esto muito gerais e nebulosas. Esse o n grdio da BNCC do Ensino Mdio.
?A Lei n 9.131/95 dispe sobre o Conselho Nacional de Educao. Como rgo normativo do Sistema Nacional de Educao, cabe ao CNE fazer a apreciao da proposta da BNCC ? Ensino Mdio elaborada pelo MEC, produzir um parecer e um projeto de resoluo que, uma vez homologados pelo Ministro da Educao, se transformaro em norma nacional.
A partir da homologao, o documento passa a fazer parte da BNCC da Educao Bsica, juntando-se etapa referente Educao Infantil e Ensino Fundamental j homologada pelo Ministro de Estado da Educao.
Seguindo uma tradio mantida nos ltimos anos, o CNE realiza esse trabalho mediante a participao da sociedade no debate do documento. Assim como aconteceu no ano passado, com a BNCC ? Educao Infantil e Ensino Fundamental, o CNE promove audincias pblicas que acontecem nas cinco regies do pas. Durante as audincias, os mais diversos segmentos da sociedade tero oportunidade de oferecer suas contribuies para a BNCC ? Ensino Mdio.
As audincias no tm carter deliberativo, mas so essenciais para que os membros do CNE possam elaborar um documento normativo que reflita necessidades, interesses, diversidade e pluralidade do panorama educacional brasileiro e os desafios a serem enfrentados para a construo de uma educao de qualidade como direito de todos?.
Essas informaes oficiais so essenciais aos educadores, mas j pressinto que a discusso ser acirrada, ainda que a maioria dos educadores no vai participar dos debates. Essa j uma das razes dos protestos, uma das decises do CNE caem na vala da viso estritamente tcnica sem dar conta de refletir demandas, anseios, necessidades e angstias de professores, alunos e responsveis. 
Referncia documental - http://cnebncc.mec.gov.br/

Jos Antnio dos Santos
Mestre pela UFSJ e membro da ACLCL
Contato: joseantonio281@hotmail.com



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Educação, no dia 05/07/2018


Comente esta Coluna