Quarta, 08 de Julho de 2020
Esportes


Torneios esportivos estão voltando aos poucos



 Buster Posey, do Giants. Imagem: Reprodução

A Pandemia do coronavírus exigiu níveis de atenção jamais vistos neste século atual. Pessoas em todo o mundo tiveram que se recolher, eventos e shows foram cancelados e comércios foram fechados. Tal medida foi necessária para que o vírus não se propagasse e fosse evitado o colapso no sistema de saúde. Quase 5 meses depois, houve poucos avanços, e uma solução eficaz para frear de vez o vírus ainda depende da ciência.

Diante de tais perspectivas, o mundo tenta se adaptar a um novo normal. E vários setores já pensam em alternativas para lidar com a pandemia e manter a economia até que a vacina seja criada. Com protocolos de restrição, alguns setores já voltam a funcionar, e dentre eles o esportivo.

Mas há aqueles que sofreram pouco impacto. E até mesmo chegou a crescer. Trata-se do  eSports ou jogos eletrônicos. Seus torneios podem ser realizados presencialmente, mas também podem ser perfeitamente feitos de maneira remota. Com isso a modalidade teve um grande aumento de adeptos durante a quarentena. As plataformas de jogos bateram recordes de acessos durante os desafios. É o que acontece com o 2º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2020, que conta com várias equipes na disputa e torcidas que seguem através das transmissões.

eSports continuam com torneios ativos. Imagem: Reprodução

Ainda sobre os jogos eletrônicos, há uma modalidade que veio diretamente das mesas, mas que agora também lidera entre os mais procurados online: o poker. Seus campeonatos rendem milhares de dólares. Por ora os torneios presenciais de poker ainda estão aguardando o momento certo para o retorno. Mas quem gosta do esporte conta com as competições online que seguem sendo realizados.

E um dos mais aguardados é o WPT World Online Championships que se iniciará no mês que vem, trazendo 12 campeonatos que atrairão tanto os jogadores profissionais quanto os que jogam recreativamente. E o evento principal já tem uma data certa: 25 de julho. Assim, jogos que oferecem modalidades online não apresentam grandes dificuldades. O grande problema é que alguns eventos ainda são presenciais, que precisam permanecer desta forma por vários motivos.

Um dos grandes atrativos de um jogo entre equipes é a união de suas torcidas que vão aos estádios. Só que nesse momento em que agrupamentos estão sendo evitados, os campeonatos perdem muito. Por outro lado, existe uma pressão por conta dos patrocinadores. Isso leva os times e dirigentes a pensar em alternativas para cumprir as tabelas. Com isso grandes torneios mundiais estão voltando ainda que de uma maneira compacta. É o caso dos campeonatos europeus de futebol.

O primeiro que voltou foi a Bundesliga, o principal campeonato da Alemanha, após a autorização da Chanceler Angela Merkel. O retorno aconteceu dia 16 de maio após dois meses de paralisação. Os jogadores foram submetidos a três sessões de exames de coronavírus e aqueles que não foram testados positivo passaram por um período em isolamento em quartos individuais. Mesmo assim, caso alguém testasse positivo, seria afastado durante 14 dias, assim como todos que tiveram contato com ele.

Atualmente, os organizadores já estudam possibilidades para um retorno dos torcedores. Tudo vai depender dos resultados após a abertura dos portões para o jogo entre o Borussia Dortmund e o Hoffenheim dia 26 de junho. Na última partida do campeonato, uma empresa irá testar uma tecnologia que medirá a temperatura e tentará manter todos em uma distância segura.

La Liga retornou dia 11 de junho. Imagem: Reprodução

O La Liga, um dos principais torneios de todo o mundo, retornou dia 11 de junho, e assim como a Bundesliga, com os estádios vazios. Todos também seguiram protocolos rígidos, testes rápidos e limpeza efetiva dos locais de treino e jogos. O aval para o retorno veio do Presidente do Governo da Espanha, Pedro Sanchez, que informou na ocasião que “A Espanha fez o que deve e agora todos se abrem para novos horizontes. Chegou o momento de muitas atividades cotidianas. A partir do dia 8 de junho vai voltar a La Liga de futebol”.

Para tornar o jogo mais perto do real para o público que assiste em casa, os organizadores do La Liga decidiram utilizar simulações de sons e reações de torcidas já gravados. Porém, mesmo com os apelos, vários torcedores fizeram aglomeração em torno dos ônibus das equipes. Tal ação foi preocupante, já que os jogos só foram permitidos por causa da diminuição no número de casos no país.

Se a Europa já estuda meios que permitam o retorno do público, na América isso ainda está um pouco distante. Mesmo assim, a NBA, Liga de basquete norte-americano, anunciou que as equipes irão se reunir na Disney para disputar as partidas a partir do final de julho. Tal decisão não é unânime, mesmo com protocolos rígidos que incluem encerramento das equipes e total isolamento até o final do campeonato.

Avery Bradley decidiu não disputar as partidas. Imagem: Reprodução

Dentre os jogadores que já anunciaram que não irá participar está Avery Bradley, do Lakers. Ele tem um histórico de problemas respiratórios, tornando-se um alvo fácil para a doença. Além disso, o armador prefere não colocar sua família em risco, mesmo sabendo que tal decisão irá afetar em cheio seu salário: a cada partida não disputada, os jogadores terão seus ganhos reduzidos.

Assim como o basquete, a MLB, principal liga de beisebol dos Estados, ainda está acertando os detalhes para um retorno em julho. O grande problema que eles enfrentam é o crescente número de jogadores contaminados. Mesmo assim, algumas equipes devem voltar a treinar para o Spring Training 2.0.

Dentre algumas regras que foram divulgadas está a proibição de qualquer tipo de contato entre os jogadores, bolas serão jogadas fora depois de terem sido tocadas por outras pessoas e os demais protocolos já aplicados aos esportes já citados. O retorno está previsto para 24 de julho com 10 equipes nos playoffs.

Com relação a retomada dos esportes no Brasil, seguimos ainda no aguardo, principalmente no futebol, categoria mais esperada do ano. A CBF anunciou na última quinta (25/06) que o Brasileirão pode voltar em agosto:

"O campeonato Brasileiro da Série A poderá retornar no dia 9 de agosto, domingo. A Série B tem data prevista de recomeço para 8 de agosto. A decisão foi tomada na noite desta quinta-feira, em reunião convocada pela CBF junto com a Comissão Nacional de Clubes (CNC) com a participação dos 40 clubes disputantes duas séries. As datas básicas e o cronograma de retorno foram propostos pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo, e apoiadas pelos clubes.”.

Não se sabe ainda se é uma decisão precipitada, já que o Brasil ainda se encontra em sua primeira onda do vírus. O que todos podem fazer no momento é aguardar por maiores informações e seguir os protocolos de saúde.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 26/06/2020


Comente esta Notícia