Política


Aprovado substitutivo de Lafayette de Andrada que impulsiona indústria brasileira a fabricar ventiladores pulmonares

Texto passou pela Câmara dos Deputados e agora segue para o Senado


Foi aprovado por unanimidade o substitutivo do deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG) ao projeto de lei (PL) 2294/2020, que flexibiliza regras e normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para fabricação e comercialização de ventiladores pulmonares durante o período da pandemia da Covid-19. A proposta obriga a Anvisa a autorizar, em até 72 horas, a produção dos respiradores, diminuindo a burocracia de prazo, mas dentro das normas de segurança.

O projeto, de autoria do deputado Carlos Chiodini (MDB-SC), foi relatado por Lafayette de Andrada e tem como objetivo impulsionar a fabricação desses equipamentos pela indústria brasileira para suprir a demanda por causa do coronavírus.

“A ideia principal do projeto é que qualquer empresa ou projetista, independentemente de seu objeto social original e desde que possua condições técnicas, possa solicitar o registro do equipamento, fabricar e comercializar tais equipamentos. Para tanto, sugere processo simplificado desde que o projetista, fabricante e empresa comercializadora cumpram requisitos tais como a apresentação de projetos técnico, credenciais para fabricação e a comprovação da eficiência e segurança do equipamento por meio de testes antes da homologação”, explicou Lafayette em seu relatório.

O deputado mineiro ressalta que o processo de certificação dos respiradores na Anvisa é demorado, e por isso seu substitutivo vem simplificar o trâmite. Lafayette, no entanto, ressalta que “a simplificação do processo não exime as empresas de apresentar as condições técnicas de produção, que serão aferidas pela autoridade sanitária”.

“Dada a falta de respiradores no país hoje, em função da pandemia e do colapso que está começando a acontecer em alguns hospitais de algumas cidades, este projeto flexibiliza no sentido de que indústrias que não são originalmente produtoras de respiradores possam também produzir esses equipamentos. É um passo importantíssimo que a Câmara dos Deputados está dando no sentindo de facilitar que a indústria nacional produza respiradores para sustentar e abastecer nossos hospitais e salvar vidas”, discursou Lafayette.

Com a aprovação, o texto seguirá para o Senado. Se aprovada, a proposta será enviada para sanção do presidente Jair Bolsonaro, que poderá sancionar o texto, integral ou parcialmente, ou vetar.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 22/05/2020


Comente esta Notícia