Política


Menos de 30% do eleitorado de Lafaiete fez o cadastramento biométrico



Na terça-feira, dia 27 de agosto, o desembargador Rogério Medeiros, presidente do TRE-MG, fará uma visita a Lafaiete. Ele irá acompanhar o trabalho de revisão biométrica nos municípios abrangidos pela 87ª e 88ª zonas eleitorais, que, além da cidade, incluem também Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Cristiano Otoni, Itaverava, Lamin, Ouro Branco, Queluzito e Santana dos Montes.

O desembargador vai visitar a sede dos cartórios eleitorais e, às 15h, ele receberá a imprensa no local. Em seguida, terá reuniões com o prefeito Mário Marcos Leão Dutra e o vereador Darcy Souza, presidente da Câmara Municipal, para solicitar apoio na divulgação da biometria. À noite, fará uma palestra sobre Direito e Novas Tecnologias, na Faculdade de Direito de Conselheiro Lafaiete (FDCL).

Biometria

Conselheiro Lafaiete e os outros oito municípios da 87ª e 88ª ZEs estão passando pela revisão biométrica em 2019. O prazo para o comparecimento dos eleitores é de outubro deste ano até fevereiro de 2020. Confira os dados sobre o eleitorado na tabela abaixo (atualizados em 22/08/2019):

Onde fazer o recadastramento biométrico

Em Lafaiete, o atendimento é feito em dois locais: na sede dos cartórios, na rua Narciso Júnior, 343, bairro Campo Alegre (seis guichês) e na Central de Atendimento ao Eleitor, na rua Brasil, 53, no centro (16 guichês). Em Ouro Branco, há um posto de atendimento no Fórum da cidade, na rua Olga Roberta Pereira, 17, no centro. Os três locais funcionam de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. O atendimento é por ordem de chegada ou agendado, e o eleitor que quiser fazer o agendamento pode acessar o site do TRE ou ligar para o Disque-Eleitor (telefone 148).

Para fazer o recadastramento biométrico, os eleitores devem apresentar documento oficial de identidade que comprove a nacionalidade brasileira e comprovante de endereço. São aceitos como documento a carteira de trabalho, carteira de identidade, carteiras emitidas por órgãos reguladores de profissão, certidão de nascimento ou de casamento. Não são aceitos o novo passaporte e a carteira de habilitação, sendo que este último documento só não vale para quem nunca se alistou.

Homens que vão fazer o alistamento eleitoral devem apresentar também comprovante de quitação do serviço militar (de 1º de julho do ano em que completar 18 anos até 31 de dezembro do ano em que completar 45 anos).

Confira todas as informações sobre a biometria em Minas Gerais no site do TRE-MG.

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 24/08/2019


Comente esta Notícia