Política


Legislativo bate o recorde histórico e reunião de terça-feira dura 9 minutos

Fernando Bandeira foi quem presidiu a reunião do ?vapt-vupt?; alguns vereadores lamentaram e classificaram sessão de vergonhosa


A reunião de terça-feira, 13 de agosto, da Câmara Municipal de Lafaiete deve ficar na história e gravada nos anais daquela casa legislativa como a mais rápida de todos os tempos, já que durou apenas 9 minutos e 23 segundos. Ainda não é possível garantir que o encontro foi o mais breve de todos os tempos, já que esse levantamento demora e é necessário uma série de pesquisas, mas dá para cravar, certamente, que é histórico. A façanha coube ao atual presidente, vereador Fernando Bandeira (PTB) e foi motivo de piada de quem esteve presente naquele trepidante recinto.
No dia, para piorar, não teve a tradicional palavra franca e foram lidos apenas três requerimentos e um parecer da comissão de redação sobre o projeto que proíbe a venda, o uso e a fabricação de produtos à base de amianto em Lafaiete. Os três requerimentos e o projeto foram apresentados pelo vereador Pedro Américo (PT). Em seguida, foi lida a ordem do dia para a sessão seguinte e feita nova chamada para confirmação de quórum e encerramento do evento histórico. Todas as proposições foram aprovadas de forma unânime e sem nenhuma discussão entre os edis.
Alguns vereadores, que pediram a não di­vulgação de seus nomes, classificaram o acontecimento como vergonhoso e desnecessário. “Esse tipo de situação pega muito mal pa­ra o Legislativo, principalmente porque es­tamos voltando de quase 30 dias de férias e precisamos produzir mais”. Para outro parlamentar, a retirada da palavra franca foi prejudicial aos trabalhos e uma reunião rápida, como a de terça-feira, é prejudicial à imagem da Casa Legislativa. Segundo esse mesmo edil, esse tipo de coisa não deve mais acontecer.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 22/08/2019


Comente esta Notícia