Política


Glaycon convida prefeitos da região para reunião com secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico

Pauta principal foi a retomada do desenvolvimento econômico e projetos para a geração de emprego e renda


A preocupação com o atual cenário econômico do Alto Paraopeba, região que está no epicentro da crise financeira do estado de Mi­nas Gerais, levou o deputado estadual Glaycon Fran­co a reunir-se na terça-feira, 21/05, na Secre­taria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tec­nologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sedectes). O deputado foi recebido pelo secretário de Estado, Manoel Vitor de Mendonça Filho, e pelo secretário adjunto, Adriano Magalhães Chaves. A convite do deputado, compareceram Célio Pereira de Souza, prefeito de Queluzito e presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba (Amalpa), e os prefeitos das três cidades mais populosas da região: Zelinho (Congonhas), que é presidente do Consórcio Público para o De­senvolvimento do Alto Paraopeba (Codap), Mário Marcus (Conselheiro Lafaiete) e Hélio Campos (Ouro Branco), além de assessores.
“Nossa região está no olho do furacão. Cidades como Lafaiete, Congonhas e Ouro Branco, estão sendo duramente impactadas pela crise do setor minerário e precisamos criar alternativas. Este nos­so encontro é para buscar uma agenda positiva e a interferência do Governo do Estado para que este cenário mude”, afirmou Glaycon. O deputado e os quatro gestores conversaram com o secretário sobre estratégias de desenvolvimento para os municípios e demandas de interesse da região. Manoel Vítor, que mantém fortes laços com o Alto Parao­peba desde a época em que esteve na presidência da Gerdau Açominas, ouviu demandas nascidas de estudos, como a criação do “Fórum Intermunicipal Permanente das Vertentes”, cujo propósito será a defesa conjunta dos interesses da região.
A sugestão foi apresentada pelo deputado Glay­con Franco durante recente reunião conjunta da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba (Amalpa), Associação de Municí­pios da Microrregião da Mantiqueira (Amma) e As­sociação de Municípios da Microrregião dos Cam­pos das Vertentes (Amver). Glaycon Franco aponta que a saída da crise passa pela retomada da atividade econômica, inclusive a mineradora, com base em um modelo seguro e ambientalmente sustentável. Por outro lado, ressaltou que as cidades pre­cisam urgentemente encontrar alternativas ca­pazes de atrair novos investimentos gerando em­prego e renda para a população.
Neste sentido, o deputado pediu o empenho de Manoel Vítor no incentivo para que novas empresas se estabeleçam no distrito industrial de Lafaiete. “Estamos em um trabalho incansável pela expansão do nosso distrito industrial e seria de suma importância que, por meio do INDI, as empresas fossem incentivadas a se instalarem na região”. Como iniciativas bem-sucedidas neste sentido, Glaycon Franco citou a construção da usina termelétrica de Queluzito, que acaba de receber o sinal verde da Cemig e deve se tornar realidade nos próximos anos, explorando o potencial do gasoduto que passa pelo município e pode, futuramente, se expandir até o Distrito Industrial de Conselheiro Lafaiete.
Outro pleito da reunião foi a geração de energia utilizando o lixo como combustível. Ajustou-se um estudo para a implantação de uma usina de energia para o aterro sanitário administrado pelo Consórcio Intermunicipal para Tratamento de Resíduos Sólidos (Ecotres), que potencializará a reciclagem e aproveitamento, com ganhos fi­nanceiros, dos rejeitos dispensados por grandes empresas, como a Gerdau, por exemplo.
O deputado defendeu, ainda, a priorização da mão de obra local para oportunidades como a proporcionada pelo reparo num dos altos-fornos da siderúrgica da Gerdau em Ouro Branco, que passará por um processo de expansão nos próximos anos, recebendo novos investimentos e am­pliando a oferta de trabalho. “Queremos a prio­ridade para os profissionais da região. E, caso seja necessário, que seja oferecida qualificação técnica a quem precisar, para inserção nesta grande oportunidade de emprego na região”, disse o de­putado durante a reunião, que teve o desenvolvimento econômico como principal tema. Como a região concentra uma grande atividade minerária e siderúrgica, Glaycon reforçou a necessidade de criação de um centro de referência em siderurgia e mineração na região.
Outro assunto tratado pelo parlamentar foi o incentivo à agricultura familiar. Ele destacou ex­periências positivas, como o aproveitamento da produção local de alimentos para abastecer a merenda escolar, agregando qualidade à alimentação dos estudantes. Atualmente, a lei estabelece que, no mínimo 30% dos produtos empregados para a merenda escolar tenham origem na agricultura familiar.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 27/05/2019


Comente esta Notícia