Comunidade


Empoderamento feminino: Artista lafaietense lança clipe musical dia 18



O empoderamento da mulher é destaque na mídia atualmente, revelando várias artistas em todos os ramos. A cantora lafaietense, Larissa Gabriela de Sousa Coelho vai lançar mais uma música para seu público se identificar e, reconhecer o papel das mulheres na sociedade. “Eu sou minha” vai ser lançado no dia 18 de maio, às 21h num coquetel fechado para a produção do clipe. A equipe se reunirá no Espaço P, que é um espaço voltado para a beleza negra em São João Del Rei.
O clipe possui um elenco formado por mulheres negras, contendo artistas, educadoras, estudantes, empreendedoras, mães e sonhadoras. Com coreografia de Webert Souza, professor do grupo de dança afro Didê Ori, a gravação da performance foi feita pela produtora de vídeos Kellen Karla e fotografado por Cristiano Júnior, ambos de São João Del Rei. Como cenário do clipe, pode-se contar com dois locais que são símbolos do movimento artístico cultural de São João Del Rei, o Solar da Baronesa e o Espaço Koellreutter. O clima de descontração, afetividade e fortalecimento tomou conta de todas as mulheres presentes.
Ela conta que a escolha das mulheres negras para o clipe são baseadas nas suas referências co­mo artista, como mulher e como ser humano. “ É o que eu sou. Mesmo desenvolvendo trabalhos incríveis em jornadas triplas, as mulheres negras ainda não recebem o papel de destaque que merecem. No meu clipe eu quis abrir esse espaço, por uma questão de representatividade. Quero que meu público se reconheça no meu trabalho e se identifique com minha mensagem”, disse.
“Com minha música e clipe, busco levar mensagens de positividade, liberdade e esperança para meu público. Sempre refletindo sobre a realidade da sociedade em que vivemos e colocando em evidência minhas origens e vivências. Espero no futuro poder contribuir no firmamento de uma juventude pensante e criativa através da docência em música e da minha atuação como performer, cantora e compositora”, completa.

Sobre a cantora

Lariella, nome artístico escolhido pela estudante do curso de licenciatura em Música, especializado em canto popular da UFSJ, tem 20 anos e é de Lafaiete. Desde os 6 anos, quando ouvia rádio e cantava em karaokês com sua mãe, ela se encontrou na música. Quando aprendeu a escrever, começou a fazer poesias que se transformaram em rap. A dança também teve um papel significativo em sua carreira, que junto da melodia, compõe o clipe de sua canção. Pela universidade, ela foi crooner (artista que canta todos os gêneros musicais) dos projetos UFSJazz Big Band e UFSJ In Concert em shows em São João Del Rei, Divinópolis e Carrancas.
Em seu repertório autoral, ela possui um mixtape chamado “Manumissão”, onde são reunidas 11 músicas gravadas pela artista até o ano de 2016. Desse álbum, duas faixas contam com clipes produzidos pela produtora de vídeos Studio Nosso. “Tropicália” e “Sou dona dos meus sonhos” foram gravados nas ruas de Lafaiete, e falam de igualdade entre os gênero e a busca pelo que se deseja na vida. Em 2017, Lariella lançou dois singles chamados “Huma­nidade” e “Pensamento”. Esse último tem clipe produzido pelo estúdio de gravação Budha Records.
Lariella já se apresentou em vários eventos comunitários em Ouro Preto, Ouro Branco, Congonhas e Lafaiete. Sua última apresentação foi no Festival da Canção “Todos os Sons” da produtora UN Music, em Itabirito, onde apresentou a música “Eu sou minha”, que possui o beat de Lucas Andrade e produção de áudio de Sullivan Ribeiro e Rafael Andrade, integrantes do Sons das Vertentes. Lá ela se apresentou junto de sua banda composta por Jéssica Bento no saxofone e vocais, Gustavo Salmerón, no teclado e sintetizador, Natanael Silva, no baixo, Pablo Morais, no violão e na guitarra e Nil Dutra, na bateria e percussão.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 15/05/2019


Comente esta Notícia