Saúde


Campanha busca doadores de medula para salvar a vida de João Marcos

O drama do garotinho começou em dezembro de 2016, quando ele tinha, apenas, 3 anos


O pequeno, mas bravo, João Marcos Vale da Cruz, de 5 anos, vive uma batalha diária pela vida. Diagnosticado com leucemia, ele busca um doador. Parte da esperança está na campanha “Amigos do João Marcos”. Divulgada nas redes sociais, a iniciativa vem sensibilizando várias pessoas. Pai de João, Alan Marcos da Cruz conta que o drama do garotinho começou em de­zembro de 2016, quando ele tinha apenas 3 anos. Segundo o pai, o pequeno começou a demonstrar que algo não estava bem.    

Ele parou de comer, estava muito desanimando e apresentava sudorese excessiva. “Como ele não estava se alimentando na época, estava difícil fazer o exame de sangue. Então, passou o Natal e, no dia 27, conseguimos fazer o exame de sangue. Assim que saiu o resultado, o pediatra dele en­trou em contato e disse que precisava da nossa presença no seu consultório com urgência. O exame dele estava muito alterado. Assim que chegamos e conversamos com o médico, ouvimos a triste notícia – leucemia. Ele chegou ao hospital com 90% do corpo tomado pela doença. Estava muito avançado”, lembra.

O diagnóstico - Com o diagnóstico, os pais seguiram com João para Belo Horizonte. Na primeira etapa do tratamento, ele deu entrada no Biocor e ficou internado por 35 dias. Nesse período, segundo Alan, foram feitas sessões de quimioterapia e tratamentos com corticoides: “Ele conseguiu extinguir a doença com 15 dias de tratamento. Foi o único caso assim no Biocor. Continuamos com o protocolo e a última sessão de quimioterapia dele seria em março deste ano”, relembra.

Sem manifestações da doença, João Marcos fazia quimioterapia para manter os resultados. Mas em janeiro desse ano, os exames voltaram a apresentar alterações: “A doença estava controlada. Mas, infelizmente, a leucemia voltou e ele precisará do transplante para obter a cura”, lamenta Alan.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 08/02/2019


Comente esta Notícia