Saúde


Carreata em protesto contra hospitais será neste sábado, dia 12



Ainda buscando respostas para a morte de seu filho recém-nascido, um lafaietense convoca a cidade para um ato de protesto. Segundo Wallacy de Jesus Morais Júnior de 28 anos, Brayan nasceu no dia 20 de setembro e faleceu três dias depois, após passar pelos hospitais Queluz e São Vicente. Acreditando se tratar de um caso de negligência, ele pretende reunir todos aqueles que se sensibilizam com o fato ou que já tenham passado por uma situação semelhante para uma carreata. 


Os manifestantes sairão do bairro Morro da Mina às 13h deste sábado, 12 de janeiro, e seguirão passando pelo centro até se reunirem em frente aos hospitais Queluz e São Vicente, onde o protesto irá continuar, com o objetivo de esclarecer a morte de seu filho.

Relembre o caso

 Naiara Cristina dos Santos, 25 anos, e Wallacy Jesus Morais Júnior (foto), 28 anos, foram ao hospital Queluz no dia vinte de setembro, quando ela estava com 38 semanas e quatro dias de gestação. Depois de um parto difícil, a criança resistiu por 3 dias, até vir a óbito por um problema no pulmão. Em conversa com a equipe do Jornal CORREIO, os pais afirmaram que a criança se sentiu mal desde o dia do seu nascimento. Mesmo assim, foi liberada para ir para casa.


Na noite de domingo,  Brayan voltou a passar mal e foi levado pelos pais para o hospital Queluz, mas de acordo com eles, o médico afirmou que a criança não tinha nada e os pais foram liberados junto com o bebê. Na segunda-feira, Brayan voltou a passar mal e foi levado ao UBS do Bellavinha, onde a enfermeira constatou o problema. De imediato, foi encaminhado ao hospital São Vicente, onde ele já chegou quase sem vida. Após varias tentativas de reanimação, Brayan não resistiu e faleceu.  Na época do fato, os hospitais Queluz e São Vicente não quiseram se manifestar.




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 12/01/2019


Veja também



Comente esta Notícia