Política


Municípios da região ainda não enviaram pedidos para as obras de melhoria na rodovia 040



O presidente da Sociedade de Engenheiros e Arquitetos da Região do Alto Paraopeba (Sorear) , e um dos membros do grupo SOS 040, engenheiro Crispim Ribeiro, fez um alerta nesta semana, durante entrevista ao Jornal CORREIO e CORREIO Online, chamando a atenção para a demora dos prefeitos e agentes dos municípios cortados direta e indiretamente pela BR 040 para encaminharem imediatamente suas demandas de obras, trevos de acessos, trincheiras, viadutos e passarelas, para o Ministério da In­fraestrutura. Segundo ele, na primeira licitação, que deu a vitória para a concessionária Via 040, nenhuma cidade da região solicitou, nem tampouco pediu nada de quem estava chegando. O resultado foi que a empresa responsável pela estrada fez o que quis, do jeito que quis e não deu e nem dá satisfação a ninguém. Para que esse mesmo erro não se repita e nossa região fique mais uma vez prejudicada é que Ribeiro faz o alerta e pede agilidade aos mandatários municipais. "É preciso pressa e que todas os pedidos sejam protocolados em Brasília nos primeiros meses do ano. Com isso, ficará mais fácil e a nova concessionária, que deve assumir em 2019, não terá como protelar nossas demandas mais emergenciais, que são a duplicação do trecho de 66 km entre Lafaiete e o trevo de Ouro Preto, com colocação de divisores de pistas e a construção de vias laterais e trincheiras nas regiões da Barreira e Paulo VI. Abaixo a íntegra da entrevista com o engenheiro Crispin Ribeiro. 




Comente esta Notícia