Polícia


Polícia Rodoviária Federal garante que não vai desativar posto de Congonhas



É indiscutível a importância da presença da Polícia Rodoviária Federal (PRF) às margens da BR-040, em Congonhas. A região responde por mais da metade dos acidentes que ocorrem no trecho sobe a responsabilidade da Unidade Operacional (UOP), que vai do Viaduto das Almas (km 592) até o pedágio de Barbacena (km 714), totalizando 122 km. Além disso, hoje representa uma barreira entre os bandidos da capital mineira e a cidade de Lafaiete, que se tornou um alvo. Esse bloqueio estava prestes a ser quebrado, quando começou a se discutir a desativação do posto.
Para evitar o fechamento, as cidades da região realizaram audiências públicas e o Jornal CORREIO iniciou uma campanha mostrando, em balanços, o número de acidentes e até ocorrências criminais no trecho entre Lafaiete e Congonhas. Ao ter acesso ao índice de produtividade de anual, nossa Reportagem entrou em contato com a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal para saber sobre o destino do posto. Como resposta, o Chefe Núcleo de Comunicação Social, Aristides Amaral Júnior, afirmou que não procede a informação de que o posto será fechado: "Não haverá desativação da nossa Unidade Operacional em Congonhas", escreveu.



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 04/01/2019


Veja também



Comente esta Notícia