Saúde


Molde evita cirurgia corretiva em orelha de abano



Apelidos como: Dumbo, Zoreba, Orelhão, Mestre Yoda, Dr. Spok deixam qualquer criança traumatizada! Estatísticas revelam que problemas de malformação na orelha, atingem entre 20% e 30% dos nascimentos. Esse pequeno defeito estético é motivo de angústia para muitos pais e crianças, que acabam sofrendo bullying dos colegas. 

 

De acordo com o otorrinolaringologista, Krishnamurti Sarmento, as deformações na orelha podem apresentar vários graus e formas diferentes. Também não há uma causa específica para o problema, que pode ser congênito, hereditário ou não. "Se você observar, uma orelha normal tem uma curvatura no meio, paralela à borda da orelha. Quando essa parte central é lisa, a orelha fica em abano. Ainda tem aquelas com formato pontiagudo, outras murchinhas, com a ponta caída, e por aí vai.", explica.

 

Uma técnica simples, que é novidade no Brasil,pode evitar desconforto com o problema e futura cirurgia. O EarWell é uma moldagem aplicada na criança logo após o nascimento que vai corrigir a deformidade, sem cortes. Segundo Dr. Krishnamurti Sarmento, o molde é colocado na orelha e trocado a cada duas semanas, assim é possível modelar a orelha do bebê até corrigir o defeito. Todo procedimento é realizado em até seis semanas. O médico reforça que o método não causa dor. O molde foi criado nos Estados Unidos e já virou sucesso nos consultórios médicos.

 

Mas os papais e mamães precisam ficar atentos! Esse procedimento deve ser feito em até 45 dias após o nascimento. "Durante esse período, a cartilagem está ainda mole por causa das altas taxas de estrogênio materno que ainda estão no bebê, depois só é possível consertar a deformidade com cirurgia plástica", esclarece o médico. 

 

O procedimento é feito após a indicação do pediatra e pode ser realizado por cirurgiões plásticos, otorrinos, entre outras especialidades. O custo é 50% inferior ao de uma cirurgia plástica e não traz nenhum tipo de risco para a criança. "Se os pais perderem o prazo desses 45 dias, provavelmente precisarão submeter às crianças a uma otoplastia, que além de usar anestesia, requer repouso. O melhor mesmo é antecipar para que a meninada evite encarar um centro cirúrgico ou até mesmo sofrer bullying, já que a cirurgia plástica só pode ser feita depois dos sete anos", aconselha o médico.

 

 

 

A Anvisa liberou o Ear Well em setembro de 2015.

Tem uma lista de países enorme onde o molde já comercializado, EUA, Canadá, Brasil, Argentina, Suíça, Austrália, Itália, Áustria, Bélgica, China, Costa Rica, França, Alemanha, Equador, Israel, Japão, Qtar, Jordânia Arábia Saudita, Singapura, Espanha entre outros.

 

O Kit custa R$2.980,00 e geralmente é colocado por um otorrino ou cirurgião plástico, cada médico cobra a parte o trabalho de aplicação, acompanhamento e troca do molde. Só para você ter uma ideia uma cirurgia plástica na orelha custa em média 15 mil reais. 



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 26/11/2018


Veja também



Comente esta Notícia