Arquivo


Em protesto, caminhoneiros param na Barreira, em Lafaiete



Os caminhoneiros voltaram a protestar nesta segunda-feira, 21 de maio, contra os preços dos combustíveis. A manifestação começou já na madrugada e por volta das 6h da manhã já haviam muitos caminhões parados nos acostamentos.

Em Lafaiete, na Barreira, próximo à passarela na BR-040, os caminhoneiros estão estacionados nos acostamentos e postos de combustíveis. Segundo informações de moradores daquela região, os motoristas não estão interditando a pista, mas quando avistam algum caminhão trafegando, eles os convencem a parar no acostamento, deixando trafegar apenas, ônibus, carros de passeio, vans e ambulâncias.  

Em nota a Via 040 informa que a rodovia registrou, às 8h55, trânsito com lentidão na altura dos quilômetros 501 (Ribeirão das Neves-MG), 700 (Barbacena-MG) e 10 (Luziânia-GO). Em Ribeirão das Neves, a extensão da lentidão é de 5 km no sentido Belo Horizonte. Em Barbacena, 3 km em ambos os sentidos. Em Luziânia, 1 km no sentido Brasília. A Via 040 atua em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal realizando a sinalização da rodovia a fim de garantir a segurança no local, até que a fluidez do trânsito seja reestabelecida.

Reivindicações da classe

Segundo a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), a decisão de manifestar foi tomada após esperar por uma resposta do Governo Federal, que até o momento, não tomou qualquer iniciativa em relação aos pleitos feitos pela categoria.

A categoria pede a redução da carga tributária sobre o diesel. Reivindicam a zeragem da alíquota de PIS/Pasep e Cofins e a isenção da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico). Os impostos representam quase a metade do valor do diesel na refinaria. Segundo eles, a carga tributária menor daria fôlego ao setor, já que o diesel representa 42% do custo da atividade.

 

 




Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 21/05/2018


Comente esta Notícia