Colunas


Frei 1446/2018



Espetacular

Já está marcado para a terça-feira, 6 de novembro, na sede da Agência para o Desenvol­vi­men­to de Conselheiro Lafaiete (Adecol), no bairro Carijós, às 14h, e não às 10h, conforme divulgado na última coluna, a primeira reunião para oficializar e acertar os detalhes da parceria que pretende incentivar as pessoas a deixarem os carros na cidade e irem mais de ônibus a Belo Horizonte.

Agora vai

Abraçada pela Viação Sandra, Jornal CORREIO e  Sorear, além de vários parceiros, a cam­panha busca conscientizar a população da importância de usar mais o transporte público. Para atrair a moçada, a Sandra pretende, já a partir de novembro, disponibilizar ônibus executivos e diretos para Belo Horizonte, com ca­fezinho e água para os usuários.

 

Paliativo

Embora seja paliativa, a ideia é tentar diminuir os acidentes com mortes e reduzir drasticamente o tráfego na nauseabunda rodovia. Alguma coisa precisava ser feita, até porque não se pode esperar mais nada da Via 040. Na semana retrasada, o Jornal CORREIO divulgou reportagem completa sobre o assunto.

Show de bola

A iniciativa do Jornal CORREIO e da Sorear deve receber apoio da Viação Sandra, Lions Clube Lafaiete Centro, Lions Clube Lafaiete Al­vorada, Rotary Clube, Associação Co­mercial, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-CL), Sindcomércio, Adecol, Unimed-CL, Po­lícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e de mais quem se interessar em participar e ajudar a divulgar o tema. 

Lavada

Romeu Zema (Novo) e Jair Bolsonaro (PSL) deram uma verdadeira lavada em seus adversários em nossa região. A partir de janeiro, no entanto, a responsabilidade de Zema e Bol­sonaro serão enormes com o Alto Paraopeba, carente de recursos, com a saúde pública combalida e as cidades endividadas e prestes a não pagar sequer os salários dos servidores.

Que coisa

Embora a crise e a falta de repasses estaduais para as prefeituras da região sejam uma constante e faça parte de todas as pautas, nenhum prefeito ousou decretar estado de emergência e a ameaçar cortar e atrasar o salário da rapaziada antes de 7 de outubro. Foi só passar o período eleitoral para que os alcaides anunciassem, como pipoca, os estados de insolvência de suas administrações. Que infeliz coincidência, meu Deus do céu.


Escrito por Frei Tibúrcio, no dia 09/11/2018